sexta-feira, 7 de abril de 2017

Soneto Gótico - Decassílabo Heroico



Sinto o gelo do túmulo esquecido
Nesta noite jamais ficará só
A vida e a morte aguçam meu sentido
No cemitério loto a mão de pó

 

Um corvo comparece e está ferido
Encara o meu semblante e sente dó
E percorre o meu chão sem colorido
Bate as asas com medo e fico só

 

O amor se foi na curva da aflição
Eu carrego um punhal no coração
Aquele beijo intenso vive em mim

 

Eu sinto o vulto dentro do meu ser
Aos poucos, consumindo o meu viver!
Aguçando a atração que não tem fim...

Janete Sales Dany
25/02/2016 São Paulo - Brasil
T5555450

Poema@protegido por lei
Registrado e imortalizado na Biblioteca Nacional 
no livro: Soneto mar e outras
As 22:43 hs
Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Gótico de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário