domingo, 16 de novembro de 2014

A morte dança comigo...




Estou tão só...
Onde eu errei?
Perdi as pérolas que eu  tanto amei
Meus sentimentos eram tão corretos
Eu agi de modo cordial, eu bem sei!
E o mundo me devolveu a solidão
As estrelas desceram para o chão
Eu piso em cima delas...

Quem vai me salvar?
Quem vai restituir o céu que sempre existiu?
Os meus olhos doem em busca do azul que sumiu...
Quem vai colocar as estrelas de volta no lugar?
Elas magoam os meus pés cansados de pisar...
Quem vai trazer de volta o ar que eu quero respirar?
O meu fôlego está fraco é quer sufocar...
Quem vai devolver a felicidade para o meu olhar?
Os meus olhos estão cansados de chorar...

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho A morte dança comigo... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 9 de novembro de 2014

Eu vou curar a sua dor!


Fêmea impiedosa que seguia por uma longa estrada...
Trazia o ódio nos dedos e dentro do peito o amor desfeito...
Por onde passava destilava um veneno mortal
Raios saiam daquele corpo ampliando a propagação do mal...
No caminho não poupava nem sequer um passarinho...
Ao ver um filhote, se enfurecia e destruía o ninho!
O sol queimava os olhos verdes e os dedos vertiam sangue
Víbora deslizando e empurrando a lama no meio do mangue
De noite procurava alcançar uma vítima qualquer
Não fazia distinção; criança, idoso, homem ou mulher!
As mãos carregadas de vibrações cortantes...
Aos poucos proferia palavras conflitantes...
Quem a ouvia nunca ficava como antes!





Certa noite ao entrar num lugarejo viu uma luz muito forte...
Era um ser iluminado; ela foi de encontro para oferecer a morte...
Ofereceu o único sentimento que conseguiria doar
Ódio, muito ódio vertendo pelo olhar...
O ser de luz abriu os braços em cruz
Deixou o ódio se aproximar
E disse: Eu vou curar a sua dor!
E mostrou as mãos repletas de amor
Palavras fulminantes abrandaram aquele ser cruel...
Que olhou com os olhos rasos d’água para o céu
Aquela fêmea sinistra se entregou
Aceitou o afago que a luz ofertou
Foi a primeira vez que amou...

E isto a libertou!
O mal morreu...
E o bem venceu!

Janete Sales Dany
Obra protegida
Todos os direitos reservados
09/11/2014 
Licença Creative Commons
O trabalho Eu vou curar a sua dor! de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Imagens Pixabay: Domínio público


Clique na imagem para ir até a minha participação
http://peapaz.ning.com/group/ficcao-fantastica/page/ficcao-fantastica-n-2-conto-curto-com-inspiracao-na-imagem